Blog

Mito ou verdade: anticoncepcional engorda?

As mulheres escolhem tomar as pílulas anticoncepcionais por inúmeras razões, como por exemplo para prevenir gravidez, regular o ciclo menstrual e até mesmo controlar acne.

Certamente você já ouviu falar que o anticoncepcional engorda, mas será que isso é verdade?

Antigamente na década de 60, quando o uso de contraceptivos orais se espalhou, eram ainda mais comuns os comentários que as pípulas aumentavam o peso. Isso acontecia por que a dosagem dos comprimidos era maior e trazia alguns efeitos colaterais, que incluíam a retenção de líquidos.

Hoje é mais comum encontrar pílulas com uma dosagem mais baixa, e ainda assim o ganho de peso é um problema.

Para esclarecer algumas dúvidas sobre o anticoncepcional, listei algumas informações importantes.

O que são pílulas anticoncepcionais?

Mito ou verdade: anticoncepcional engorda?

As pílulas anticoncepcionais são hormônios sintéticos constituídos normalmente por um hormônio chamado etinilestradiol ou pela junção deste com um progestágeno.

O corpo humano não é capaz de produzir essa substância nem tem receptores para isso.

Os hormônios sintéticos da pílula imitam o estrogênio e a progesterona, que são hormônios naturais da mulher e responsáveis pelo controle do seu ciclo.

Esses hormônios enganam o organismo, fazendo com que o corpo não produza naturalmente seus hormônios e não ovule.

Como o contraceptivo age no organismo

Mensalmente o corpo da mulher passa por um processo de ovulação, quando prepara-se para receber o espermatozoide e originar a fecundação. Ao fazer uso das pílulas, a ovulação será inibida, impedindo a gestação.

Efeitos da pílula

O uso da pílula contraceptiva pode gerar diversos efeitos colaterais

  • distúrbios circulatórios;
  • trombose venosa profunda;
  • câncer de mama;
  • queda nos níveis de energia;
  • distúrbios do humor (depressão);
  • retenção hídrica;
  • celulite;
  • flacidez;
  • dificuldade em ganhar massa muscular, entre outros.

Mito ou verdade: anticoncepcional engorda?

Mesmo com esses efeitos colaterais, a utilização da pílula pode ser benéfica em alguns casos específicos como por exemplo na endometriose grave. Mas somente o médico poderá fazer uma avaliação e ponderar o risco benefício do uso desse hormônio sintético.

Mas afinal, as pílulas anticoncepcionais engordam?

Como já vimos, antigamente as pílulas carregavam mais efeitos colaterais, como o ganho de peso. Atualmente, esse nível de hormônios chega ao consumidor até 10 vezes mais reduzido.

Porém não se engane! Não existe pílula fraquinha! Lembre-se que para funcionar, a pílula precisa ser forte o suficiente para inibir a ovulação, resultando em um grande desequilíbrio hormonal.

As evidências científicas demonstram dados conflitantes quanto ao uso de anticoncepcional e o ganho de peso.

Na prática, observamos que muitas mulheres relatam ter engordado, além da piora na qualidade de vida após fazer uso da pílula contraceptiva.

O ganho de peso pode ser explicado devido à retenção de líquidos, bem como pelo ganho de gordura corporal.

A retenção de líquidos pode ser difícil de eliminar, principalmente nos três primeiros meses do uso da pílula, e varia conforme alguns hábitos de vida, ingestão de água, consumo de alimentos industrializados e prática de exercícios físicos.

Dificuldade para emagrecer

Mito ou verdade: anticoncepcional engorda?

Se uma mulher não utiliza a pílula anticoncepcional, ela ovula normalmente e o organismo tem um pico de testosterona, que é um hormônio associado aos homens, mas que também existe no corpo feminino em pequenas quantidades.

A testosterona age no corpo das mulheres aumentando a disposição, aumentando o ganho de massa muscular, diminuindo a ansiedade e auxiliando na perda de gordura.

Ao fazer uso do anticoncepcional para bloquear a ovulação, o pico de testosterona não acontece e pode trazer alguns efeitos, como

  • queda da libido;
  • cansaço;
  • desânimo;
  • perda de massa muscular;
  • dificuldade para ganhar massa muscular;
  • ganho de gordura;
  • retenção hídrica;
  • celulite;
  • flacidez.

Assim, fica evidente que mesmo mantendo uma dieta equilibrada e praticando exercícios, o uso da pílula pode atrapalhar o emagrecimento. Mas é preciso ressaltar que tudo varia de organismo para organismo.

Agora você já tem informações importantes sobre o uso da pílula, mas uma dica muito válida é que nunca deixe de procurar, informar-se e pesquisar.

Somente você tem o controle do seu corpo e entende o que pode prejudicá-lo ou beneficiá-lo.

Espero que você tenha gostado e se ainda restaram dúvidas, entre em contato comigo através da minha página no Facebook, clicando AQUI.

Mito ou verdade: anticoncepcional engorda?